Fortaleza Esporte Clube – Historia e Titulos

fortaleza-banner

Fundação:
Endereço:
Estádio:
Capacidade:
Site Oficial:
18 de outubro de 1918
Av. Senador Fernandes Távora, 200
Bairro do Pici – Fortaleza/CE
CEP 60.510-290
Alcides santos
5.000 pessoas
www.fortalezaec.net
História

Fundação

Falar das origens do Fortaleza Esporte Clube passa necessariamente por falar do maior desportista cearense de todos os tempos: Alcides de Castro Santos.

Alcides Santos fundou em 23 de fevereiro de 1912 um clube chamado Fortaleza. A seguir, participou da fundação do Stella Foot-Ball Club, em 30/05/1915 (Stella era o nome do colégio suíço onde estudavam os mais ricos membros da sociedade), clube com estreita ligação com o Fortaleza Sporting Club (primeira denominação do Tricolor, que perdurou até a II Grande Guerra), fundado em 18/10/1918. Alcides Santos também estimulou e participou da fundação do Riachuelo, Tabajara e Maranguape, todos antes de 1918. Esteve ligado ao Fortaleza em seus primeiros 20 anos de história.

As várias versões sobre a fundação

Várias versões envolvem a fundação do Fortaleza Esporte Clube. Na mais provável, o Fortaleza teria sido fundado em 1912, com o nome de Stella Foot-Ball Club. Mas tal time teve vida curtíssima, e em 18/10/1918 seria fundando, a partir dele, o Fortaleza Sporting Club, tendo como presidente Alcides Santos, que junto com Humberto Ribeiro, Walter Oslen, João Gentil, Brum Menescal, Oscar Ribeiro, Mário Petter e outros, transformou o Stella em Fortaleza, para homenagear a capital cearense. Nascia então o futuro. Parque dos Campeonatos, na rua Barão do Rio Branco, entre Pedro Pereira e Pedro I.

Primeiro Título

O primeiro campeonato cearense realizado pela ADC (Associação Desportiva Cearense) foi disputado por quatro clubes, a saber: o Fortaleza (campeão), o Guarany (vice), o Bangu (terceiro lugar) e o Ceará (quarto lugar). O Fortaleza formava com Quinderé, Meton e Riquet; João Gentil, Lucio Bauerfeldt e Petter; Clovis Moura, Artur Oliveira, Humberto Ribeiro, Juracy e Pontes. O artilheiro cearense daquele ano também foi do Fortaleza: Humberto Ribeiro, com 11 gols.

Maior goleada do Clássico-Rei

Clássico Rei é a denominação do confronto entre o Fortaleza x Ceará. A rivalidade é tanta, que não se pode deixar de citar a maior goleada entre os dois clubes. Foi pelo campeonato cearense de 1927, em que o Fortaleza aplicou um 8 a 0 sobre o seu maior adversário. marcaram os gols: Hildebrando (3), Pirão (2), Xixico, Humberto e Juracy.

A Sede

No ano de 1957, o Fortaleza comprou o terreno onde até hoje fica sua sede, no bairro do Pici. O estádio leva o nome de Alcides Santos e as edificações (alojamentos para atletas) levam o nome de Otoni Diniz. A compra do terreno e a iniciativa de homenagear o fundador do Fortaleza partiram do então presidente Carlos Rolim Filho.

Fontes: www.fortalezaec.net e Arquivo Campeões do Futebol
Pesquisas realizadas por Robério Barros, de Fortaleza/CE.

Categoria Principal

Torneio Norte-Nordeste: 1970.

Taça Brasil/Zona Norte-Nordeste: 1960 e 1968.

Campeonato Cearense: 1920, 1921, 1923, 1924, 1926, 1927, 1928, 1933, 1934, 1937, 1938, 1946, 1947, 1949, 1953, 1954, 1959, 1960, 1964, 1965, 1967, 1969, 1973, 1974, 1982, 1983, 1985, 1987, 1991, 1992, 2000, 2001, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2009 e 2010.

Liga Metropolitana: 1919 (primeiro torneio)

Torneio Início do Estadual: 1925, 1927, 1928, 1933, 1935, 1948, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965 e 1977.

Taça Cidade de Natal (Torneio dos Campeões do Nordeste): 1946.

Torneio Quadrangular Silvio Pacheco: 1957.

Categorias de base

Campeão Cearense de Juniores: 10 vezes — 1972, 1973, 1974, 1976, 1978, 1980, 1981, 1983, 1985 e 1986.

Campeão Cearense Sub-20: 1998, 2001 e 2005.

Campeão da Taça Alagoas Sub-20: 2005.

Campeão Cearense de Juvenil: 1996.

Campeão Cearense Sub-18: 2002, 2003 e 2007.

Campeão Cearense Sub-17: 2000.

Campeão Cearense Sub-16: 2003 e 2007.

Campeão Cearense Sub-15: 2005.

Campeão Cearense Sub-12: 2006 e 2007.

Copa Messejana Sub-12: 2008.

O hino do Fortaleza, composto pelo poeta Jackson de Carvalho em 1967, pode ser considerado como um marco na popularização do Clube junto aos desportistas cearenses. A primeira gravação do hino aconteceu em outubro do mesmo ano, tendo como arranjador o maestro Manuel Ferreira e como intérprete o cantor Manoel Paiva.

Hino Atual

Fortaleza, clube de glória e tradição.
Fortaleza, quantas vezes campeão.
Fortaleza, querido idolatrado,
estás sempre guardado dentro do meu coração.

Altivo,
tua vida sempre foi um marco,
tua glória é lutar e vencer também,
salve o Tricolor de Aço.

No campo,
provaste mesmo que não tens rival,
tua turma é valente, é sensacional,
salve o Tricolor de Aço.

Soberbo,
tua fibra representa um norte,
combativo, aguerrido, vibrante e forte.
Sem demonstrar cansaço,

Receba um sincero,
abraço da torcida tão leal,
meu Tricolor de Aço.

O Hino Antigo

Campeão, campeão
Salve o Tricolor de Aço
Azul, branco, encarnado
Suas cores são glórias do passado
São as cores do meu clube, que beleza
Aquela camisa, Fortaleza És da praça, todo mundo tricolor
És na vida, todo tempo, toda dor És no parque, toda a gente a delirar
E cada gente mais se admirar Em cada fileira tens um homem de valor
Vamos pra vitória, Fortaleza, Tricolor.
Campeão! Ô campeão…

Artilheiros do Fortaleza EC no Campeonato Cearense
Humberto Ribeiro – 1920 (11 gols), 1927 (9 gols) e 1928 (12 gols).
Juracy – 1921 (13 gols), 1922 (11 gols) e 1924 (12 gols).
Antônio Oliveira – 1926 (11 gols).
Bila – 1933 (12 gols) e 1934 (16 gols).
Mundico – 1938 (28 gols).
França – 1940 (13 gols), 1946 (11 gols) e 1947 (12 gols).
Antonino – 1949 (10 gols) e 1950 (11 gols).
Moésio – 1952 (10 gols), 1953 (18 gols) e 1954 (11 gols).
Bececê – 1959 (21 gols).
H. Castelo – 1962 (31 gols).
Mozart – 1964 (20 gols).
Croinha – 1966 (15 gols) e 1967 (12 gols).
Erandy – 1969 (15 gols).
Marciano – 1973 (17 gols), 1976 (34 gols) e 1980 (20 gols).
Beijoca – 1974 (26 gols).
Haroldo – 1975 (8 gols).
Geraldino Saravá – 1978 (26 gols).
Luisinho das Arábias – 1983 (33 gols).
Da Silva – 1987 (19 gols).
Sílvio – 1991 (18 gols).
Osmar – 1992 (17 gols).
Elói – 1993 (19 gols).
Sandro – 1997 (39 gols).
Eron – 1999 (23 gols).
Clodoaldo – 2001 (16 gols) e 2003 (19 gols).
Rinaldo – 2005 (19 gols) e 2007 (14 gols).
Marcelo Nicácio – 2009 (13 gols).
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s