História do BOTAFOGO FUTEBOL CLUBE – PB

Botafogo FC BOTAFOGO FUTEBOL CLUBE
Fundado em 28 de Setembro de 1931
Avenida Petrarca Grisi s/n, Cristo Redentor, João Pessoa, Paraíba – CEP 58071-710
Estádio:
Site Oficial: www.botafogopb.net
A FUNDAÇÃO
A 28 de setembro de 1931, Beraldo de Oliveira, Manoel Feitosa, Livonete Pessoa, José de Melo, Edson de Moura Machado e Enock Lins fundaram o Botafogo. A sua primeira diretoria foi formada por: presidente: Beraldo de Oliveira, vice-presidente: Manoel Feitosa, 1° secretário: Livonete Pessoa, 2° secretário: José de Melo, tesoureiro: Edson de Moura Machado e orador: Enock Lins. A reunião foi realizada na rua Borges da Fonseca, 45 no bairro do Roger na modesta casa da Sra. Sebastiana de Oliveira, mãe de Beraldo de Oliveira.
A caminhada do Botafogo começou no ano seguinte à fundação, quando o clube ingressava na extinta Liga Suburbana. Seu primeiro jogo foi contra o São Bento, de Bayeux, que tornara-se o seu mais terrível adversário. O jogo entre ambos acabou registrando um empate em 2 x 2, na decisão do Campeonato Suburbano. Este resultado deu o primeiro título ao Botafogo.
O resultado deu mais ânimo ao clube que meses depois dava entrada de um ofício pedindo filiação à extinta Liga Desportiva Paraibana. Depois da filiação, o Botafogo passou a pensar na formação de uma boa equipe e como primeiro reforço contratou o goleiro Pagé.

Além de Pagé, o Botafogo trouxe do Palmeiras, Miguel, Nilo, Euclides, Juarez e Humberto Sorrentino. Também chegava para o Botafogo, Tonico – Antônio de Abreu e Lima, que mais tarde seria presidente do clube, Hélio Falcão, Ireno Abreu de Figueiredo e José Laurentino, ambos do Vasco. Só que o clube queria muito mais e conseguiu dois jogadores da região – Júlio Milanez e Misael Barbosa, do Vencedor, um dos rivais do Botafogo na época. Com este elenco, o Botafogo formou um grande time, passando a ser uma equipe mais prestigiada.

O Botafogo já viveu momentos de glórias, como também de decepções, amargando fases de declínio técnico e financeiro.

OS GRANDES JOGOS
– 06 de março de 1980, campeonato brasileiro, grande campanha na primeira fase. O Botafogo surpreendeu o Brasil, vencendo o Flamengo pelo placar de 2 a 1( gols de Zé Eduardo e Soares) em pleno Maracanã. O resultado também derrubou milhares de apostadores da loteria esportiva. Uma semana depois (dia 13), com gols de Zé Eduardo e Soares (matadores de grandes clubes), o Inter de Porto Alegre, campeão brasileiro de 1979, teve que se render ao Botafogo, desta vez em João Pessoa, pelo placar de 2 a 1.

A campanha do Botafogo no Brasileirão de 1980
15 jogos, 05 vitorias, 4 empates e 6 derrotas, marcou 18 gols e sofreu 28.
– Os artilheiros foram Dão com 06 gols; Zé Eduardo 04, Soares e Marquinhos 02, Evilásio, Magno e Nicácio 01 gol cada; teve ainda um gol contra a seu favor marcado por Cicero do Sport Recife.

Para relembrar, abaixo ficha tecnica dos dois grandes jogo do clube no campeonato.

FLAMENGO 1 x 2 BOTAFOGO
Local: Maracanã RJ Publico: 25.946 Arbitro: Joel Teixeira de Caires
Gols: Soares aos 5, Tita aos 20 e Zé Eduardo aos 36, ambos no 2o tempo.
Flamengo: Raul, Carlos Alberto (depois Toninho), Rondinelli, Nélson e Júnior (depois Carlos Henrique); Carpegiani, Zico, Andrade e Tita; Reinaldo e Adílio. Técnico: Cláudio Coutinho.
Botafogo: Hélio, Nonato (depois Cláudio), Geraílton, Deca e Marquinhos; Magno, Nicácio e Zé Eduardo; Soares, Getúlio e Evilásio (depois Dão). Tecnico: Caiçara.

BOTAFOGO 2 x 1 INTERNACIONAL/RS
Local: Almeidão PB Publico: 37.465 Arbitro: José Leandro Castro Serpa
Gols: Bira aos 10, Zé Eduardo aos 29 e Soares aos 38 ambos no 2o tempo.
Botafogo: Hélio, Nonato Aires, Geraílton, Deca e Martins; Magno, Nicácio e Zé Eduardo; Soares (depois Zé Tira), Getúlio e Evilásio. Técnico: Caiçara.
Internacional: Gasperin, João Carlos, Mauro, Mauro Galvão e Cláudio Mineiro; Jair, Batista e Toninho; Mário Sérgio, Bira e Popéia (depois Adilson). Tecnico: Ênio Andrade.

CURIOSIDADE
Segundo uma reportagem do Jornal Folha de São Paulo, publicada em maio de 1995, houve um erro na contagem do Gol 1000 de Pelé. Ele teria acontecido no amistoso contra o Botafogo, em 14 de novembro de 1969, e não contra o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. É que eles encontraram um gol a mais de Pelé pelo sulamericano Militar de 1959 contra o Paraguai.

OUTRAS INFORMAÇÕES
– A maior goleada imposta pelo clube no brasileirão foi um 6 a 3 no Uberlândia/MG em 1978, nesta partida o atacante Anselmo fez 05 gols.
– Sua pior derrota pelo brasileirão foi um 6 a 2 para a Ponte Preta de Campinas em 1980.

Títulos
Competição Ano
Campenato Paraibano 1936, 1937 (invicto), 1938, 1944, 1945, 1947, 1948, 1949 (invicto), 1953 (invicto), 1954, 1955, 1957 (invicto), 1968, 1969, 1970 (invicto), 1975, 1976 (invicto), 1977, 1978, 1984, 1985 (Sub-Júdice), 1986, 1988, 1998, 1999 e 2003
Torneio Inicio do Estadual 1937, 1940, 1941, 1946, 1949, 1967, 1970, 1978, 1979, 1981, 1989, 1991 e 1992.
Copa Verão Paraiba Sub23 2002
Outras Competições
1945 – Torneio Eunice Weaver
1947– Torneio Extra da FPF (Big Five)
1951, 1955– Quadrangular Gov. José Américo de Almeida
1953– Torneio Paraiba-Pernambuco;
1954– Quadrangular de João Pessoa-PB (interestadual)
1954, 1964– Torneio Paraiba/R.G. do Norte
1955– Torneio da Amizade – João Pessoa/C. Grande
1958– Quadrangular Juscelino Kubitcheck
1963– Torneio Aloizio Lira
1963– Torneio da Amizade
1966– Torneio Cidade de João Pessoa
1967 – Festival da Bola (João Pessoa) em comemoração a fusão do AutoEsporte com o União, que formaria o Auto União – acabou logo após o fim do Torneio, por divergências. (Interestadual)
1969– Torneio “Saudade de Nininho”
1969– Quadrangular Prof. Damásio Franca
1970– Torneio Edme Tavares
1971– Torneio Gov. Ernani Sátiro
1972– I Torneio Carlos Pereira de Carvalho
1975– Torneio Paralelo (Clubes nordestinos fora do camp. brasileiro)
1976– Torneio Ivan Bechara
1978– Torneio Raiff Ramalho
1978– Torneio Heleno Nunes
1981 – Taça ACEP (Ass. dos Cronistas Esportivos da Paraíba)
1983– Taça Mané Garrincha
1999– Torneio Primeiro de Dezembro
1999– Seletiva para a Série C
Hinos
Hino Oficial Hino não Oficial
Letra e Música: sem registro

Botafogo paraibano
Você é o mais belo e glorioso
Que enche de alegria o seu povo
Com tantas glórias e tantas vitórias!

Branca, preta e vermelha
Do tricolor do contorno são as cores
Que vibram nas mãos dos torcedores
Em forma de lindas bandeiras

Vamos ganhar o jogo sim!
Vamos dar um olé!
Encher os olhos desse povo todo
Que está lotando o Almeidão!

O nosso tricolo é sempre campeão
Porque nosso timão tem muito mais vigor

Letra e Música: sem registro

Iluminado, idolatrado, vencedor
Paraíba matador de tri.
Tu és o meu Botafogo
Olha o Botafogo, olha o belo aí.

Na tua camisa alvi-negra
A estrela vermelha brilha na imensidão
Tu és honra, tu és glória
teu passado de vitórias conquistou o meu coração

Iluminado, idolatrado, vencedor
Paraíba matador de tri.
Tu és o meu Botafogo
Olha o Botafogo, olha o belo aí.

No campo e na bola tu és sangue.
Valente e guerreiro, mil vezez campeão
Pra cantar, pra vibrar, pra sorrir
Olha o Botafogo, olha o belo aí.


Fonte: Arquivo Campeõers do Futebol
Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Anúncios

Um comentário sobre “História do BOTAFOGO FUTEBOL CLUBE – PB

  1. MUITO BOM CONHECER UM POUCO MAIS DA HISTORIA DESTE CLUBE… POSSO INFORMAR QUE O BAIANO ZÉ EDUARDO, QUE ATUAVA NO MEIO DE CAMPO (SE NÃO ME ENGANO), VIVE HOJE EM SALVADOR, BAHIA…QUANTO AO TECNICO CAIÇARA, FALECEU NO INICIO DO ANO DE 2013…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s