CRB – Clube de Regatas Brasil

Clube de Regatas Brasil CRB – Clube de Regatas Brasil
Fundado em 20 de setembro de 1912
Endereço: Rua Araújo Bivar 256 – Pajuçara, Maceió/AL CEP 57030-050
Estádio: Severiano Gomes Filho (pajuçara) – Capacidade: 5 000 pessoas
Site: www.crbalagoas.com.br
CRB – a persistência de um homem
Lafaiete Pacheco foi o “grande responsável” pela fundação do CRB. Já no ano de 1911 tentaram junto a outros amigos a criação de um clube de regatas, que não vingou.

Homem de fibra, não se deixou por vencer, procurou Antonio Vianna, para juntos fundar um novo clube. E a 20 de setembro de 1912, após divergências sobre o nome da nova agremiação, foi fundado o Clube de Regatas Brasil, sob a égide “Um clube forte como a nossa pátria”, à Rua Jasmin, na Pajuçara.

Além de Lafaiete Pacheco e Antonio Vianna, assinaram a ata de fundação os seguintes desportistas: João Luiz Albuquerque, Waldomiro Serva, Pedro Claudino Duarte, Tenente Julião, Agostinho Monteiro, Francisco Azevedo Bahia, João Vianna de Souza, Jorge Vieira de Macedo, Alexandre Nobre, Joaquim Pereira, Luiz Buarque, Heitor Porto, Dácio Amaral, Luiz Pizza Sobrinho, Crodegando Gomes, Gastão Silva e A. Camerino.

Seus primeiros passos foram dados na regata. Assim, através de Lafaiete Pacheco o CRB comprou, em Santos, sua primeira yole. Os sócios fundadores contribuiram com cem mil réis, e os outros cem foram tomados emprestados. Duzentos mil réis foi o valor da yole. O dinheiro foi remetido através do Banco de Pernanbuco e a yole pelo navio Itapetinga. A primeira garagem foi no quintal da casa de Antonio Vianna, um dos fundadores.

O futebol somente entrou na vida do CRB através dos irmãos Gondin mais Lauro Bahia, José Leite e Abelardo Duarte. Começaram jogando “rachas” no meio das ruas. Num desses bate bola, a redonda caiu no quintal de um senhor que não gostava de futebol e ameaçou rasgar a bola. Daí surgiu a idéia de se conseguir um local onde se pudesse jogar futebol com tranquilidade. O local escolhido para servir de campo de futebol para os rapazes treinarem foi o mesmo onde hoje se encontra o estádio Severiano Gomes Filho, no ano de 1916.

O terreno pertencia a dona Maria Torres que o arrendou ao CRB por trezentos mil réis. Era um terreno com altos e baixos. Foi necessário que os dirigentes, jogadores e torcedores trabalhassem para transformá-lo num campo de futebol, o que ocorreu. No ano de 1917, na gestão de Pedro Lima, começaram as obras de construção do estádio propriamente dito – as arquibancadas de madeira.

Na época, havia chegado da Inglaterra, Haroldo Zagalo, pai de Mário Jorge Lobo “Zagalo” ex-jogador e técnico da seleção brasileira e, entusiasmado com o trabalho dos rapazes do CRB, começou a passar seus conhecimentos para os atletas alvirrubros. Também estava em Maceió um alemão chamado Peter, que tinha muita habilidade com a bola e, juntando-se à turma melhorou consideravelmente o futebol no clube da Pajuçara. Estava plantada a semente que mais tarde daria bons frutos.

Estão entre seus maiores ídolos: Haroldo Zagallo (pai do jogador e técnico Zagallo), Miguel Rosas, Mourão, Canhoto, Pompéia, Silva, Joãozinho Paulista, César, Roberval Davino, Roberto Menezes, Arnaldo Lyra, Marquinhos Paraná, Kazú, Toni, Aloisio e Jadilson.

Todos os títulos
Campeonato Alagoano 1927, 1930, 1937, 1938, 1939, 1940, 1950, 1951, 1961, 1964, 1969, 1970, 1972, 1973, 1976, 1977, 1978, 1979, 1983, 1986, 1987, 1992, 1993, 1995 e 2002

Torneio Início do Alagoano: 1936, 1937, 1939, 1943, 1944, 1945, 1946, 1951, 1956, 1958, 1962, 1963, 1966, 1969, 1970 e 1973

Torneio José Américo de Almeida Filho (Nordestão) 1975

Letra do Hino
Autor: Jayme Altavilla

Ao remo pois nosso norte

De glórias traçado está

Façamos o peito forte

Que a pátria forte será

Argonautas da esperança

Vamos bem longe embalar

Nosso sonho de bonança

Ao mar! Ao mar!

Amemos a natureza

O mar verde e o céu de anil

Avante! Pela grandeza

Do nosso caro Brasil

Nos momentos mais extremos

A pátria em nós terá fé

E o futuro venceremos

Alegres, firmes, de pé

Em nossas veias ardentes

De marujo o sangue corre

Mocidade para a frente

Que a mocidade não morre.

Todos os Presidentes
2004-2005 Celso Luiz Tenório Brandão
1999-2004 José Cabral da Rocha Barros
1998-1999 Wilton Antonio Figueiroa Lima
1995-1998 Walter Pitombo Laranjeiras
1994-1995 Flávio Gomes de Barros
1993-1994 Waldemar Correia da Silva
1992-1993 José Marcelo de Medeiros Rocha
1991-1992 Manoel Gomes de Barros
1990-1991 Paulo Roberto Magalhães Nunes
1989-1990 Walter Pitombo Laranjeiras
1988-1989 José Luiz Malta Argolo
1987-1988 Carlos Alberto Fernande Antunes
1985-1987 Waldemar Correia da Silva
1984-1985 José de Medeiros Tavares
1982-1984 Oswaldo Gomes de Barros
1979-1982 José Otávio Moreira Filho
1977-1979 Afrânio Lages Filho
1976-1977 José Santana de Melo
1975-1976 Luiz Gonzaga Mendes de Barros
1974-1975 Fernando Azevedo D’Aldeia
1973-1974 Cláudio Regis
1971-1973 Luiz Renato de Paiva Lima
1970-1971 Oswaldo Gomes de Barros
1969-1970 Naftalli Edgar Setton
1968-1969 Divaldo Cavalcante Suruagy
1967-1968 Walter Pitombo Laranjeiras
1966-1967 Severiano Gomes Filho
1962-1966 Oswaldo Gomes de Barros
1958-1962 Severiano Gomes Filho
1957-1958 Aluizio Freitas Melro
1956-1957 Roberto Castro
1955-1956 Djalma Loureiro
1954-1955 Luís Duda Calado
1948-1954 Ulisses Marinho
1947-1948 Gal. Mário de Carvalho Lima
1945-1947 Mauro Paiva
1944-1945 Paulo de Miranda Neto
1943-1944 Aristides Torres
1942-1943 Mauro Paiva
1941-1942 Jaques de Azevedo
1940-1941 Rui Palmeira
1939-1940 Mário Gomes de Barros
1937-1939 Mauro Paiva
1936-1939 Fábio Araújo
1934-1936 Pedro Claudino Duarte
1933-1934 Emílio de Maya
1932-1933 Dalmário Souza
1931-1932 Ismael Acioli
1930-1931 Raul Brito
1929-1930 Pedro Oliveira Rocha
1928-1929 Juvêncio Lessa
1927-1928 Pedro Lima
1926-1927 Armando Melo
1925-1926 Pedro Oliveira Rocha
1920-1925 Raul Brito
1918-1920 Ismael Acioli
1917-1918 Pedro Lima
1915-1917 Homero Viegas
1914-1915 Casimiro Movilha
1913-1914 João Viana de Souza
1912-1913 Luís Toledo Pizza Sobrinho

Curiosidades
Primeiro jogo interestadual
Ocorreu em 02 de maio de 1920, em Maceió – o adversário foi a equipe do Flamengo do Recife/PE, na época uma das melhores equipes daquele estado.

Primeiro jogo em Campeonato Brasileiro (1972)
ABC 0 x 0 CRB, em 10 de Setembro de 1972
Local: Estádio Castelo Branco, em Natal/RN
Juiz: José Gilberto Ferreira Lima (Ceará) Renda: Cr$ 57.080,00
ABC: Tião, Preta, Edson, Nilson, Anchieta, William, Danilo Menezes, Libânio, Alberi, Jailson (Everaldo) e Soares. Tec.: Célio de Souza
CRB: Vermelho, Ademir, Djalma Sales, Adevaldo, Bauer, Válter, Zequinha (Roberto Menezes), Carlinhos (Canavieira), Reinaldo, Orlandinho e Silva. Tec.: Danilo Alvim

Arquibancadas
O primeiro lance das arquibancadas (de madeira) do Estádio Severiano Gomes Filho (Pajuçara), foi inaugurada em 09 de setembro de 1921, na partida CRB x Centro Sportivo de Peres, da cidade de Recife/PE. As grandes arquibancadas de cimento só começariam a ser construidas em 1954.

O dia em que o CRB recebeu o Santos de Pelé & Cia
Um dos dias que o Estádio da Pajuçara mais recebeu público foi quando o Santos de Pelé jogou pela primeira vez com o CRB, em 1965. Já pelas dez da manhã, o estádio começara a receber torcedores. Ninguém queria deixar de ver o Rei do Futebol. Mesmo assim, muita gente ficou de fora. Mas o estádio ficou colorido, cheio de vida, de vibração, de entusiasmo. E todos tinham suas atenções voltadas para o campo de jogo, onde os jogadores corriam para alcançar a bola, giravam no balanço do drible, saltavam para cabecear e os goleiros voavam nas bolas altas.

Os artilheiros
Entre os muitos artilheiros do CRB no campeonato estadual, dois se destacaram: Joãozinho Paulista, em 1984, fez 34 gols, tornando-se o recordista em uma única competição do alagoano. Onze anos depois, o meiaInha quebraria o recorde de Joãozinho ao fazer 37 gols, em 1995.

CRB – Clube de Regatas Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s